ABOUT TO REACH

Langue

Dia 21 de fevereiro é o Dia Internacional da Língua Materna e, pensando nisso, resolvemos falar um pouco sobre o que caracteriza a língua materna, bem como a sua importância para as crianças no processo de alfabetização e seu papel na sociedade como formação de identidade do indivíduo.

Venha conferir!

O que é a Língua Materna?

A Língua materna é a primeira língua que uma criança aprende e que geralmente corresponde ao grupo étnico-linguístico com que o indivíduo se identifica culturalmente. No Brasil, a língua falada é o português, sendo a língua materna da maior parte dos brasileiros e também a língua oficial. 

Sendo assim, fazemos a ligação da língua materna à ideia de nacionalidade, já que a língua de um falante corresponde ao local aonde nasceu e também faz parte da sua identidade social e cultural. Apesar dessa coincidência há países, como a Espanha, por exemplo, que têm como língua oficial o castelhano, mas cada região adota a sua língua nacional.

A língua materna é, sem dúvida, aquela que  predomina melhor, no sentido de uma valorização subjetiva que o indivíduo realiza relativamente às línguas que conhece. Também se trata da língua adquirida de forma natural, através da interação com o meio envolvente, sem intervenção pedagógica e sem uma reflexão

É a partir do aprendizado e domínio da língua materna que o indivíduo passa a ter acesso aos demais conhecimentos. Inclusive, para que uma pessoa consiga aprender novos idiomas, é necessário que domine ao menos o básico da sua língua materna. Ou seja, essa primeira língua é fundamental para o desenvolvimento do ser humano.

Para a Linguística

Segundo defendem as teorias de Noam Chomsky e de outros linguistas, a língua materna pode ser aprendida até aos doze anos de idade. 

Uma vez superada essa etapa, as habilidades linguísticas do falante são distintas e qualquer língua aprendida passará a ser considerada como uma segunda língua. A língua materna pode ser visa como uma importante ferramenta de trabalhado para todo e qualquer profissional, afinal de contas é a partir dela que conseguimos nos comunicar uns com os outros, realizar vendas, fazer descrições das características de produtos e serviços, entre outros. 

As escolas são as responsáveis pelo desenvolvimento desse saber linguístico e cabe à elas, e aos professores, auxiliar as crianças para que consigam fazer bom uso da língua materna. É por meio de reflexões como atividades, explicações gramaticais e outros exercícios que ajudarão o desenvolvimento das crianças. 

Porque o nome língua Materna? 

Mas você pode estar se perguntando de onde vem o nome “língua materna”? A expressão provém do antigo costume em que as mães eram as únicas a educar os seus filhos na primeira infância. Antigamente, muitas crianças não tinham acesso a escola e, como as mães não podiam trabalhar,  limitando-se em realizar tarefas domésticas e educar dos filhos, elas eram as responsáveis pela alfabetização das crianças. 

E como é o processo de aquisição da língua materna?

A aquisição da língua materna ocorre em várias fases. Inicialmente, a criança regista literalmente os fonemas e as entonações da língua, sem ainda ser capaz de os reproduzir. Em seguida, começa a produzir sons e entonações até que seu aparelho fonador permita-lhe a articular palavras e organizar frases, assimilando contemporaneamente o léxico. 

Sendo assim, a língua materna é adquirida no nascimento de uma criança e no lugar que ela está inserida. Suas habilidades linguísticas vão sendo adquiridas e trabalhadas no decorrer dos anos até que atinja todos os níveis do processo de aquisição da língua. 

Leave Your Comment